Seguidores

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Uma vez perguntaram a Buda:

O que mais te surpreende na humanidade?
E ele respondeu:
" Os Homens", porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperarem a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver o presente e nem o futuro.
E vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivesse vivido.

3 comentários:

BARROS disse...

Nestes tempos de globalização, esta afirmação budista se revela atualíssima, pois os elementos fundamentais sobre os quais se apóia a globalização, tais a sua base teórica, o neoliberalismo, e a sua base científica, a 3ªRevolução Industrial (informática, robótica, nanotecnologia, telecomunicações, pesquisas, ...)auxiliaram o homem na ação de acumular e desfrutar do prazer material, como se tais fatos fossem o fulcro maior da presença humana na Terra.
Com a globalização, o homem ficou mais distante de si mesmo e de seus entes mais queridos e significativos. Assumiu posturas e idéias que estimulam o consumismo estéril e desfavorecem a percepção, a intuição e a fraternidade.
O tema da Semana de Filosofia do Seminário Santo Antonio em Juiz de Fora reflete a busca do homem contemporâneo. "HABITAR, PENSAR O MUNDO, CRIAR O SENTIDO".
Ter, ter, ter. Desfrutar do material apenas implica na ausência da essência humana.
Buda está mais contemporâneo do que nunca.

fredflage disse...

giuliano este topico foi muito importante foi o que mais gostei o que mais achei interesante no blog abracos!!!

Refri disse...

Eu me diverti muito lendo esse post e com certeza vai me ajudar. Estou aprendendo 'O Mito Da Caverna' na escola, em Filosofia e acho a matéria muito interessante.

Muito obrigada! ^_^





PS.: "¬¬'" para o 'anônimo'